Um projeto de conscientização dos moradores pela defesa de seus territórios

Construído a partir da necessidade observada pela diretoria executiva do Sindicato dos Trabalhadores Rurais, Agricultores e Agricultoras Familiares de Santarém STTR de realizar capacitações de conscientizações aos moradores das diversas regiões no município. As regiões do munícipio são visadas por grandes empresas ligadas ao agronegócio e exploradoras de minérios como é o caso da Região do Ituqui (PA ITUQUI), Curuá Una (LAGO DO MAICÁ) e Lago Grande, Arapiuns e Arapixuna (PAE LAGO GRANDE).

Sacha Moskui

sachamoskui_smallUma breve reflexão sobre o sonho da vida. Uma linda coprodução entre uma jovem fotógrafa francesa e um jovem comunicador amazônico do Equador…

Derrames no Rio Marañon

derrame_smallCada ano acontecem uma duzia de derrames de petróleo na Amazonia Peruana. Porém, a maioria desses “acidentes” na chega aos programas de noticias, não comova um público global. Mas a população local sim sente as consequências. Nesse pequeno documentário nossos comunciadorxs deixam visível os riscos da produção petroleira e demonstram também a falta de responsabilidade pelo lado das empresas e do Estado para liderar com a contaminação…

Uma conversa radiofônica no Centro de Convivência Toninha

programa_radio_Cecco_toninho_peqDurante nossa visita à Casa de Cultura Tainá conhecemos também o trabalho do Centro de Convivência Toninho (CECCO-TONINHO) que organiza aqui diferentes oficinas e atividades com pessoas de todas as capacidades. De repente surgiu a ideia de aproveitar a presença de comunicador@s de diferentes países e os participantes do programa de Rádio “Convivendo com harmonia” para organizar e gravar uma conversa livre. Aqui podem ouvir o resultado…

Conexões

poema2Povos que se encontram
Sonhos que se interligam
Frequências que se conectam
Tambores que comunicam…

A historia da minha comunidade, o Quilombo Frechal

10639635_536610393106479_1556027205100253970_nOla eu sou Valdilene Mondego, moro no Quilombo Frechal no Maranhão, município de Mirinzal. Minha comunidade é uma reserva extrativista e eu vou contar como tudo começou, tal como a historia foi contada pelo meu Tio Ignácio.

Um sonho sapara

Dibujo_YandaNuestro amigo Yanda tiene sueños interesantes todos los dias. A vezes sueña con la Pachamama, otros dias con la luna, con animales y otras cosas. Cuando se recuarda, Yanda dibuja sus sueños. Antes de ayer en la Casa de Cultura Tainá encontró la diseñadora grafica Camila y juntos pusieron color a un pequeño dibujo hecho. Segun Yanda “es una mujer que quando habla la salen pajaros coloridos de la boca.”

Mulheres amazonicas

DSC_4048_chicExistem muitas realidades das mulheres na Amazonia. E também tem uma grande diversidade de mulheres que moram nessa região de nosso planeta. Aqui uma pequena selecção de mulheres indigenas…

A nave vai – uma excursão amazônica entre extrativismo e o Bom Viver

image_miniTambém o Podcast +1café ficou intrigado com o projeto A Nave vai. “Parece ser um tema exótico para um podcast alemão-brasileiro, mas tivemos boas desculpas para esse programa,” justificava o equipe de +1café de realizar um programa no Ecuador. “No dia 18 de maio, um grupo de comunicador@s indígenas embarcou para documentar as diversas realidades de vida na Amazônia. A viagem vai de Puyo, no Equador, passando por Iquito, no Peru, até a cidade amazônica de Tefé, no Brasil…”

Jovens exploradores farão intercâmbio pela região Amazônica

rios_da_amazonasNo dia 15 de maio 2015, o programa Nacional Jovem da EBC conversou com Vanessa Cruz, coordenadora do projeto “A Nave Vai – uma viagem de exploração entre o Extrativismo e o Bem Viver”, um projeto que envolve um grupo de jovens comunicadores da mídia Amazônica oriundos de comunidades indígenas e tradicionais do Equador, Peru e Brasil que realizarão uma viagem de intercâmbio pelas cabeceiras da Amazônia.