Gravação de CD de marabaixo do extremo norte

capa cd marabaixo

Afim de dar visibilidade à musicalidade do Marabaixo, em especial ao marabaixo tradicional, no Brasil e para o mundo o trio Carlos Pirú, Nonato Soledade e o produtor musical Elvis Pantoja, COORDENAM MAIS UM PROJETO e entram em stúdio para mais uma gravação de CD de marabaixo.

Isso tudo é uma realização da parceria STÚDIO SOLEDADE e MOVIMENTO NAÇÃO MARABAIXEIRA. Ao todos serão gravados vinte (20) faixas.

Segundo Carlos Pirú, o principal objetivo dessa gravação é propagar o marabaixo em todas as camadas sociais e faixas etárias de idade através da musicalidade das comunidades para que dessa forma se conheça a manifestação no extremo norte do Brasil.

Farão parte dessa obra comunidades negras e tradicionais da cultura, tais como: Torrão do Matapi,Mazagão Velho, Igarapé do Lago, Criaú/Curiaú, Maruanum; sem falar dos bairros de Macapá que realizam o ciclo do marabaixo – Laguinho e Favela (Santa Rita). Nesse sentido, vale mencionar a Juventude Marabaixeira que representa a continuidade de toda uma tradição.

Nomes como Danniela Ramos (Laguinho), Danny Pancadão (Igarapé do Lago), Fábio Sacaca (Juventude Marabaixeira), José Hosana (Mazagão), Alan Voz de Veludo, dentre outros que estão eternizando suas lindas vozes nessa obra, que terá preço de venda no valor de 20 reais.

O lançamento está previsto para o dia 22 de setembro, no Monumento Marco Zero do Equador, durante o Equinócio da Primavera.

Palavra chaves: marabaixo, cultura, Amapá, norte, musica, ancestralidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *